país de gales
País de Gales: quando ir, como chegar e o que fazer em três dias?
13 de fevereiro de 2024
salsify cape town
Salsify por Chef Ryan, gastronomia de vanguarda em patrimônio histórico de Cape Town
15 de fevereiro de 2024

Chapada dos Guimarães, o ecoturismo que surpreende apaixonados por natureza

Tempo de leitura: 1 minuto
chapada dos guimarães

Vivalá/Arquivo Pessoal

Apesar do Brasil ser dono da maior biodiversidade do planeta, a tarefa de combinar a imersão na natureza preservada – por meio de trilhas, cachoeiras e paisagens encantadoras – com hospedagens acolhedoras, infraestrutura turística, segurança e proximidade de uma capital com uma ampla oferta de voos, nem sempre é simples. Mas, para quem já visitou a Chapada dos Guimarães, sabe que é possível.

Localizada no Mato Grosso, a apenas 70 km de Cuiabá (MT), este destino tem o poder de cativar diversos tipos de viajantes, desde os mais aventureiros até casais e famílias em busca de uma experiência tranquila em meio à natureza ou, ao que é chamado de ‘tesouro nacional’: o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães.

chapada dos guimarães

Vivalá/Arquivo Pessoal

Criado em 1989, a área protege mais de mil espécies de plantas e animais, dez tipos de vegetação e diferentes formações geológicas, de origem desértica e marinha, do Cerrado brasileiro, que um dia já foi coberto por mar e se transformou, ao longo de milhões de anos, em deserto.

Essa transformação foi responsável por formar paisagens únicas, como cavernas, paredões, morros e cachoeiras a serem conhecidos. O Véu da Noiva, cartão-postal da Chapada e principal ponto de visitação, tem uma queda livre de 86 metros e é um grande exemplo de beleza do local, além do Complexo de Cavernas Aroe Jari, onde está localizada a maior caverna de arenito do Brasil.

chapada dos guimarães

Vivalá/Arquivo Pessoal

“As paisagens formadas pelos gigantescos paredões de arenito te transportam no tempo, levando a pensar como era a região há milhões de anos atrás, quando o mar ainda tomava conta”, destaca Letícia Silva, produtora de experiências da Vivalá, organização especializada em Turismo Sustentável no Brasil.

“Conhecer o complexo de Cavernas Aroe Jari também foi uma experiência marcante, é possível sentir uma energia muito forte naquele local, e se conectar com a história do povo indígena Bororo”, completou.

Beatriz Cyrino
Beatriz Cyrino
Beatriz Cyrino é jornalista de moda e beleza na Revista AnaMaria Digital e compartilha suas experiências de viagem e gastronomia no portal Sola no mundo.